segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

As máquinas de escaneamento corporal são capazes de salvar e transmitir as imagens.

I Want Your DataImage via Wikipedia

A mentira da TSA (Administração de segurança dos transportes) exposta: As máquinas de scanners corporais salvam e transmitem imagens, revelam documentos secretos.

Segunda-feira, 11/01/2010
Por Mike Adams
Editor de NaturalNews.com

(NaturalNews) A TSA tem estado mentindo para o povo americano sobre os scanners corporais. A agência tem insistido que estas "máquinas de revistas de desnudamento" são incapazes de salvar, estocar e transmitir as imagens que tiram. Isso, nos dizem eles, aprova o uso delas para desnudar digitalmente as pessoas nas revistas.

Mas documentos secretos descobertos pelo Electronic Privacy Information Center (www.EPIC.org) revelaram que estas máquinas realmente possuem precisamente tais capacidades. De acordo com os documentos de requerimentos de especificação da TSA que foram descobertos pelo EPIC, todos os scanners corporais comprados pela TSA devem ter a habilidade tanto de salvar como de transmitir as imagens escaneadas dos passageiros.

Os documentos foram obtidos pelo EPIC através do processo da Lei de Liberdade de Informação. Eles também foram compartilhados com a CNN, que viu os documentos e publicou a história sobre o que eles revelam.

Estes documentos contradizem as afirmações da TSA, que inclui a afirmação de que "o sistema não tem nenhuma maneira de salvar, transmitir ou imprimir a imagem."

A TSA engana o público

A própria página "tecnologia de imagem" da TSA (http://www.tsa.gov/approach/tech/im...) afirma, "Essa tecnologia moderna não pode arquivar, imprimir ou salvar as imagens. De fato, todas as máquinas são entregues aos aeroportos com estas funções desabilitadas."

Essa por si própria é uma afirmação interessante porque pela afirmação de que estas funções estão "desabilitadas", também admite que as máquinas tenham inerentemente estas funções. E apenas porque as máquinas são entregues com estas funções desabilitadas não quer dizer que estas funções não possam ser reabilitadas com uma leve mudança.

Em outras palavras, estas máquinas são planejadas e construídas com a habilidade de salvar, arquivar e transmitir imagens.

"Eu não acho que a TSA tem sido acessível com público americano sobre a verdadeira capacidade destes dispositivos," disse o Diretor Executivo do EPIC, Marc Rotenberg em uma entrevista da CNN. "Eles fizeram um bocado de promoções muito inteligentes onde mostravam pessoas - inclusive jornalistas - passando pelos dispositivos. E então eles reafirmavam as pessoas, baseados nas imagens que eles tinham produzido que não há nenhuma preocupação com a privacidade. Mas se você olhar nas especificações técnicas reais e se lê o contrato dos vendedores, você vai entender que estas máquinas são capazes de fazer muito mais do que a TSA tem permitido". (http://edition.cnn.com/2010/TRAVEL/...)

Em outras palavras, a TSA está dizendo ao público e a imprensa uma coisa, mas as máquinas que eles estão comprando são capazes de algo muito mais insidioso, estes documentos revelam isso. Está a TSA intencionalmente mentindo para o público a fim de enganar as pessoas sobre as reais capacidades destas máquinas?

Se estes scanners corporais podem salvar, estocar e transmitir imagens, então é somente uma questão de tempo antes que algum empregado patife da TSA encontre um jeito de copiar as imagens ou mostrá-las na tela assim eles poderão fotografar com suas próprias câmeras portáteis.

A TSA diz que está protegendo sua privacidade. Mas os próprios documentos de especificação do scanner contam uma história diferente: A TSA nem mesmo comprará estas máquinas a menos que elas possam salvar, estocar e transmitir imagens reveladoras dos passageiros de avião.

Fontes: http://edition.cnn.com/2010/TRAVEL/...
http://www.tsa.gov/approach/tech/im...

Nota: A cada nova tentativa de “ataque terrorista” as medidas de proteção tornam-se mais rígidas e autoritárias, é questão de tempo para que esses equipamentos e tantos outros que estão em gestação estejam nas ruas ou mesmo nos corpos das pessoas.





Reblog this post [with Zemanta]

Nenhum comentário:

As 4 fases do Projeto Blue Beam