domingo, 18 de julho de 2010

A OMS quer taxar o uso da sua internet para financiar vacinas nos países do terceiro mundo

OMS logoImage via Wikipedia

A OMS quer taxar o uso da sua internet para financiar vacinas nos países do terceiro mundo.

Por Mike Adams, the Health Ranger

Editor de NaturalNews.com

(NaturalNews) - A Organização Mundial da Saúde (WHO, na sigla em inglês) da ONU está forçando a barra para impor impostos de consumo global para ajudar a financiar seus vários programas, incluindo uma nova proposta que taxaria a internet a fim de pagar por vacinas e outros remédios para países do terceiro mundo. Sim, você leu certo - a OMS quer que cada pessoa do mundo ajude a pagar pelas drogas que fazem a indústria farmacêutica cada vez mais rica.

Considere isso uma manobra de Robin Hood ao contrário: Eles estão roubando da classe trabalhadora e dando as ultra ricas companhias farmacêuticas!

É claro que essa não é a primeira vez que a ONU pediu as nações ao redor do mundo para taxar os cidadãos ilegalmente a fim de favorecer sua própria agenda. Este corpo de funcionários não eleitos tentou forçar a legislação "cap and trade" (legislação sobre emissão de CO2) para uma suposta mudança climática apenas no ano passado (mas fracassou em fazer isso porque muitos países simplesmente recusaram a ideia).

No atual esquema, a OMS marcou um assim chamado painel de "especialistas médicos" para preparar um relatório ressaltando várias ideias de financiamento que financiarão todos os projetos que a OMS está tentando desenvolver no mundo. Uma dessas ideias é fazer os governos taxarem o uso da internet em seus países e dar o dinheiro a OMS para "desenvolvimento e pesquisa médica" em países pobres e em desenvolvimento. (Esta é uma linguagem codificada para despejar bilhões de dólares ilegalmente nos cofres da indústria farmacêutica em nome da caridade).

Um resumo executivo do relatório está disponível em: (http://www.foxnews.com/projects/pdf...)

Outras ideias para o financiamento incluem taxar pessoas quando elas fizerem transações como pagar as contas online ou sacar dinheiro, bem como taxar o comércio internacional de armas. A OMS também lançou a ideia de possivelmente fazer os governos contribuirem voluntariamente (o que é a única ideia de alguma forma legítima no relatório, considerando que a ONU não tem poder legal sobre nenhuma nação soberana para forçá-la a pagar impostos globais).

Como de costume, a proposta inteira é coberta por uma preocupação declarada pela saúde das pessoas das nações mais pobres que não têm acesso aos mesmos tratamentos médicos das pessoas das nações mais ricas. Embora isso possa soar bonito e bom em teoria, a agenda verdadeira aqui é transferir riqueza das pessoas das nações desenvolvidas para a ONU e então depois para as abastadas companhias farmacêuticas ou para os governos corruptos das nações mais pobres. As pessoas comuns dessas nações pobres receberão pouco ou nenhum benefício do dinheiro do imposto (a não ser as vacinações que serão forçados a fazer, se você considerar isso um benefício).

A OMS quer controlar a saúde mundial

Na página 8 do Resumo Exacutivo da OMS para suas propostas há uma declaração interessante sobre a agenda de saúde global da OMS. Quando fala sobre suas mais de 90 propostas para obter financiamento , a organização revela que também quer reestruturar o sistema de saúde global e colocar-se no controle.

"[As propostas] incluem estruturas sugeridas para centralizar, administrar e distribuir fundos para a pesquisa e desenvolvimento da saúde," afirma, adicionando que a fim de fazer isso, necessitaria de financiamento e certos "mecanismos" em primeiro lugar.

A OMS basicamente quer que todas as nações abram mão de sua soberania, particularmente em termos de pesquisa e desenvolvimento médico, e entregue a eles assim eles poderão distribuir "saúde" como acharem melhor. Ninguém mais terá nada a dizer sobre os assunto uma vez que a OMS será a única autoridade em assistência médica no mundo. Isso se encaixa perfeitamente com a agenda de dominação mundial da ONU através de outros meios (forças militares dos capacetes azuis, por exemplo).

Se os sonhos de financiamento e controle da OMS se tornarem realidade, a maior parte do dinheiro do imposto que ela receber provavelmente terminará nos bolsos dos funcionários da OMS, governos corruptos do terceiro mundo, ditadores e executivos da indústria farmacêutica. O que sobrar será usado para pagar por remédios e vacinas, ambos os quais na realidade danificam o meio ambiente local de qualquer país onde eles são usados devido a seus impactos de enxurrada química nos ecossistemas aquáticos.

Impostos globais são ilegais nos Estados Unidos

De acordo com a Cosntituição dos Estados Unidos, Art. 1, Seção 8, somente o Congresso dos Estados Unidos tem o poder de coletar impostos. Na verdade, há uma lista completa de quais impostos podem ser coletados, e não há menção de financiar uma entidade global que quer controlar o serviço de saúde (nem há uma menção de serviço de saúde nacionalizado para essa questão, em absoluto).

E novamente, desde quando qualquer presidente ou líder político nos Estados Unidos realmente honrou a Constituição que eles juraram proteger? O que nós temos em Washington não é uma equipe de dedicados defensores da Constituição, mas sim destruidores da Constituição que parecem determinados a entregar nossa soberania a alguma autoridade global tão rapidamente quanto eles puderem retirá-la.

O que a OMS está tentando fazer não é somente ilegal nos Estados Unidos, mas prejudicial ao verdadeiro serviço de saúde ao redor do mundo. Isso não trará a verdadeira saúde aos pobres, mas sim drogas, vacinas e outras substâncias químicas patenteadas que fazem umas poucas pessoas ricas, mas todas as outras mais pobres e mais dependentes de intervenção médica nos anos vindouros.

Observou que o plano da OMS não tenta levar alimentação para nações pobres? Nutrir estas pessoas com um pouco de vitamina D, vitamina C e nutrientes a base de plantas faria mais para acabar com doenças e enfermidades (inclusive doenças infecciosas) do que qualquer vacina ou produto farmacêutico. Também seria significativamente menos caro. Mas nada na agenda de dominação mundial da OMS inclui qualquer coisa relativa a alimentação. Parece que alimentação não tem lugar na visão de mundo da OMS - é tudo sobre remédios e vacinas.

Este é o tipo de mundo que eles querem nos impor: Um mundo onde eu e você somos taxados para pagar o envenenamento em massa de populações ao redor do mundo com produtos químicos tóxicos e vacinas perigosas. Lembre-se, a OMS é a mesma organização que encabeçou uma falsa epidemia porque seus conselheiros estão dominados pela indústria farmacêutica. A OMS está essencialmente sendo subornada pela indústria farmacêutica para avançar uma agenda que beneficia somente a indústria farmacêutica, não as pessoas. E a única razão pela qual eles estão agora tentando taxar você e eu para pagar por tudo isso é porque a margem de lucro em remédios e vacinas está tão ridiculamente alta que pessoas da classe trabalhadora e até mesmo as nações pobres não podem pagar por estes itens. Em vez de baixar os preços de seus remédios, eles estão tentando forçar um imposto sobre todos os outros.

A OMS, do mesmo modo que a FDA, é operada como uma ocupação criminosa. E como qualquer ocupação criminosa, eles querem forçar todos a pagá-los tanto dinheiro quanto possível. É como uma extorsão do tipo dos bandidos: Pague ou então! As coisas poderiam ser diferentes se eles estivessem usando o dinheiro para financiar programas de alimentação com vitamina D ou verdadeiros programas de educação alimentar nas nações pobres, mas estas ideias nem mesmo estão no radar deles. Eles estão 100% fixados na agenda da indústria farmacêutica de drogar todas as pessoas no planeta enquanto ao mesmo tempo embolsam lucros obscenos.

Fonte: http://www.naturalnews.com


Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

As 4 fases do Projeto Blue Beam