domingo, 26 de setembro de 2010

Irã atacado por vírus de computador

Irã atacado por vírus de computador

A agência nuclear do Irã está tentando combater um vírus capaz de controlar sistemas que controlam usinas, segundo a imprensa.

A agência nuclear do Irá está tentando combater um complexo vírus de computador que tem afetado sítios industriais por todo o país e é capaz de tomar o controle de sistemas de usinas de força, tem sido relatado pela mídia iraniana.

Especialistas da Organização de Energia Atômica do Irã se encontraram essa semana para discutir como remover o código de computador malicioso, ou verme, a agência de notícias semi-oficial Isna relatou sexta-feira.

Contudo, nenhum dano ou interrupção das instalações nucleares foi relatado ainda. 

O vírus de computador, batizado de Stuxnet, pode assumir o controle de sistemas que controlam do funcionamento interno de plantas industriais.

Especialistas na Alemanha descobriram o worm em julho, e desde então ele tem aparecido em inúmeros ataques - primeiramente no Irã, Indonésia, Índia e Estados Unidos.

'Interrompendo Bushehr'

A Isna disse que o malware tinha se espalhado por todo o Irã, mas não citou nomes específicos de sítios afetados.

Os relatos da mídia estrangeira têm especulado que o worm teve como objetivo a interrupção da primeira planta de energia nuclear do Irã, a qual está para ficar online em outubro na cidade portuária sulista de Bushehr.

A planta de fabricação russa será supervisionada internacionalmente, mas as potências mundiais permanecem preocupadas que o Irã quer usar seu programa nuclear civil de energia como cobertura para fabricação de armas.

O Irã nega tal objetivo e diz que seu trabalho nuclear é unicamente para propósitos pacíficos.

O destrutivo vírus Stuxnet surpreendeu os especialistas porque ele é o primeiro especificamente criado para dominar sistemas de controle industrial, em vez de apenas roubar ou manipular dados.

Falando para a Al Jazeera, Rik Ferguson, um consultor sênior de segurança na companhia de segurança de computador Trend Micro, descreveu o worm como "muito sofisticado".

"Ele é desenhado tanto para roubar informação, procurar por documentos de projeto e enviar essa informação de volta para os controladores, e para propósitos de perturbação," ele disse.

"Ele pode emitir novos comandos ou mudar comandos usados na fabricação.

"É difícil dizer com alguma certeza quem está por trás dele. Há múltiplas teorias, e com toda honestidade, qualquer uma delas poderia estar correta."

Especialistas ocidentais disseram que a sofisticação do worm - e o fato de que cerca de 60 por cento dos computadores infectados pareciam estar no Irã - apontava para um ataque apoiado por um governo.

Washington também está rastreando o vírus, e o Departamento de Segurança Interna está formando equipes especializadas que podem responder rapidamente a cyber emergências em instalações industriais através dos Estados Unidos.

Fonte: Al Jazeera e agências  

Nota: Alguém tem dúvida de que Israel está por trás desse ataque? Será essa uma mostra da tão temida guerra cibernética?

Por enquanto tudo é obscuro e sigiloso.  

    




    

Nenhum comentário:

Fortalecer a Máquina do Governo Mundial: A Era da Política Espiritual Global

Forcing Change , Volume 9, Edição 5. Autor : Carl Teichrib. É impressionante o que o tempo revela. Meses atrás, tive a oportunid...