domingo, 15 de abril de 2012

As corporações governam o mundo


As corporações governam o mundo




As corporações governam o mundo



Talvez a mais popular teoria da conspiração da atualidade – sobre as corporações que governam o mundo – parece ser verdadeira. Pesquisadores da universidade de Zurique, comparando dados das maiores companhias do mundo, chegaram à conclusão de que 40% da economia global são controlados por um pequeno grupo de corporações, que não apenas dirige as correntes financeiras, mas também influi sobre a política mundial.

Os amantes da conspirologia e de romances policiais econômicos podem comemorar a vitória. Quantos decênios eles tentaram convencer os demais sobre a existência de um governo mundial oculto! Quantas vezes falaram de corporação secreta que governa o mundo! Acontece que eles não estavam longe da verdade. Sendo que as provas são as mais sérias. Cientistas suíços, por meio de análise matemática confirmaram que os holdings transnacionais governam o mundo. Para confirmar esta teoria os pesquisadores elaboraram informação sobre 37 milhões de firmas em todo o mundo.Esclarecerem quem e o que possui. O resultado foi surpreendente – O núcleo da economia mundial é constituído de 147 companhias, às quais corresponde 40% da economia global. E em lista a parte foram destacados 10 instituições financeiras, que, como os cientistas consideram, constituem a “super-corporação mundial”. Pode-se considerar que esta conspiração para a conquista da riqueza mundial foi descoberta- diz o principal estrategista de investimentos da companhia “Brokercreditservis”, Maxim Shein.
Tudo é pesado visando os interesses das companhias. Este equilíbrio pode ser abalado, mas, sem dúvida nenhuma, o mundo é muito pequeno para que falemos que ninguém coordena suas ações com outro, não combina com ninguém. É pouco provável que isto ocorra no âmbito de uma estrutura. Tais estruturas podem ser várias. Pode ser que em certo período a influência de uma é maior do que a das outras. E até mesmo pode ser que tais estruturas não sejam duas, mas três. Nós simplesmente não conhecemos muitas corporações grandes. Mas se alguns dos nomes são desconhecidos de amplo círculo, isto não significa nada.

Os "10 mais" são integrados pelos bancos que todos conhecem: Barclays, Merril Lynch, JP Morgan Chase, UBS. Há também nomes pouco conhecidos. Por exemplo: Capital Group Companies, FMR Corporation, AXA, State Street Corporation. Ao mesmo tempo o diretor executivo da companhia AG Capital, Aleksandr Aguibalov, exorta a não exagerar. Mas ele também reconhece: os financistas agora são quase que os principais lobistas do mundo.

As grandes companhias, sem dúvida nenhuma, não são públicas, patrocinam as campanhas eleitorais de todos os deputados, promovem seus homens ao poder. Adiante elas usam suas relações: Influem sobre o quadro político, tentando obter do político decisões aceitáveis para si.

Naturalmente que os números e cálculos dos cientistas suíços podem ser discutidos. Mas, com certeza, os participantes do movimento “Ocupar a Wall Street” procurarão usá-los em seu combate contra as corporações financeiras. Este movimento já abrange dezenas de países do mundo. E agora os ativistas do movimento sabem com certeza às portas de que companhias é melhor fazer comícios.

Fonte: Rádio Voz da Rússia.
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

Controle total do sistema : cientistas criam o chip-órgão que pode emular o corpo;

 “No futuro, você será um microchip – O “xeque-mate” contra a humanidade! By  Bruno Asher ,  www.apocalipsenews.com Setembro 14º, 201 7...