Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

NAZISMO - IBM - EUGENIA - BRASIL

Rio+ou-20: tentativa de governo mundial não deu certo, mas pode voltar.

Rio+ou-20: tentativa de governo mundial não deu certo, mas pode voltar. A Rio+20 trabalhou para promover uma mal esclarecida “economia verde” com base num talismânico “desenvolvimento sustentável” e com o objetivo – entre outros – de erradicar a pobreza do planeta.

Essa colossal tarefa deveria ser encomendada a uma nova “estrutura institucional” – leia-se uma superestrutura burocrática passando por cima dos países soberanos em nome dos interesses planetários – a qual definiria, ela só, os interesses ecológicos do planeta.

Na prática, ter-se-ia gerado um fabuloso poder com ares de governo universal. Ele não foi oficializado na Rio+20, mas poderá vir a sê-lo no futuro.

“O projeto não irá a parte alguma se não tiver a embasá-lo a ‘estrutura institucional’ almejada pela ONU, com um sistema pactuado de estímulos e sanções que induzam os países a mudar, sem esperar que outros o façam primeiro”, escreveu OESP (Notas & Informações, 11.6.2012)
Era preciso implantá-lo com urgên…

Rio+20 e a Nova Ordem Mundial - Parte II

Por uma Nova Ordem Mundial (Photo credit: Caetano J.)
Rio+20 e a Nova Ordem Mundial - Parte II Escrito por Saulo de Tarso Manrique
Diversos grupos e diversas ONGs que participaram da Rio+20 estão imbuídos da mentalidade da Nova Era e, de forma clara, aderiram à espiritualidade e àeducação gaiana. A educação gaiana, aGaia Education, é um projeto global que tem por escopo capacitar pessoas para a "sustentabilidade".
Noartigo anteriorafirmei que a Rio+20 é um evento inserido na agenda da Nova Ordem Mundial, a qual propõe uma espiritualidade anticristã, o abortismo, a supressão gradual das liberdades civis e da soberania dos Estados.  No presente artigo procurarei apresentar mais fatos e informações a respeito. 1.Construindo uma nova espiritualidade Os construtores da Nova Ordem Mundial sabem que não podem abolir as religiões da face da Terra. O apelo à transcendência está presente em todas as sociedades humanas. Para contornar essa impossibilidade, os planificadores glo…

Rio+20 não visa melhorar o planeta, mas instalar um governo mundial que avassalará o Brasil

Rio+20 não visa melhorar o planeta, mas instalar um governo mundial que avassalará o Brasil
Pesquisador do clima do planeta há mais de 40 anos, o Dr. Luiz Carlos Molion, professor de climatologia da Universidade Federal de Alagoas, garantiu que a ação do homem é incapaz de mudar a temperatura global na Terra.

E explicou que o aquecimento global e outras alegações propagandísticas não tem muito a ver com a Rio+20.

O verdadeiro cerne do evento é a discussão pela instalação de um governo mundial formado por burocratas que dirá ao Brasil e aos outros povos o que podem fazer ou não podem fazer.

Isso, dizemos nós, se assemelha a uma ditadura planetária verde, como antigamente já tentou faze-la, com outras argúcias ideológicas nem tão diversas, a falida URSS.

No programa "Canal Livre" da Band, 27.05.12, o professor Molion, patenteou as fraudes pseudocientíficas sobre as quais quer se impor esse governo político universal na Rio+20.

Eis alguns excertos do vídeo que o inte…

AQUECIMENTO GLOBAL - mentira comprovada

Rio+20: o gênero humano: um inimigo da sustentabilidade a ser dizimado?

Rio+20: o gênero humano: um inimigo da sustentabilidade a ser dizimado? 105 Academias de Ciência ligadas à rede mundial IAP (Global Network of Sciences Academies)  conclamaram a uma “ação global coordenada” dos chefes de Estado na Rio+20 para agir sobre a população mundial.

O objetivo é proceder a uma redução acentuada dos seres humanos sobre a Terra.

Não é a primeira vez que esse objetivo pasmoso é enunciado publicamente. O perigo está em que ele possa passar em meio à confusão em que se desenvolve a reunião mundial sobre o “desenvolvimento sustentável”.

De fato, a militância ecologista prega há tempos que a humanidade atingiu um número “insustentável”.

Com argumentos especiosos expostos com graus de radicalidade diversa, ela trabalha para que a Rio+20 adote em sua declaração final uma política decidida para reduzir o gênero humano.

É o que temem numerosas organizações pela vida no mundo inteiro. Elas apalpam a ameaça  rastejando entre as sinuosidades das discussões sobre o do…