sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Como os 'envenenadores científicos' ameaçam o futuro da vida no planeta terra

Image representing Pfizer as depicted in Crunc...
Image via CrunchBase
Por Mike Adams, the Health Ranger

(NaturalNews) - Há uma guerra sendo travada pela sua mente. Para o vencedor vem influência sobre suas crenças, suas decisões de compra e até mesmo seus valores. Em um lado do campo de batalha estão os chamados envenenadores 'científicos', que na verdade são apenas cientistas aliados e propagandistas promovendo interesses corporativos. Estes 'cientistas' querem convencer você que não há tal coisa como um pesticida perigoso. Que organismos geneticamente modificados são inofensivos, de fato até saudáveis. Que não há nenhuma possibilidade de o autismo estar relacionado e ser causado a exposição a substâncias químicas, e que vacinas são uma dádiva científica para a humanidade, sem as quais teríamos todos morrido de doenças infecciosas.

Não nenhuma substância química que os envenenadores científicos não ache que é segura para por em sua pele ou introduzir em seu corpo. Ácido hidrofluorsilicico, também erroneamente chamado de "fluoreto", é perfeitamente seguro para beber, eles dizem. Quimioterapia é boa para você e não faz o seu cabelo cair ou prejudica os seus rins. Drogas psiquiátricas são mais importantes do que vitaminas. Produtos farmacêuticos deveriam ser sua nutrição. E seu sistema imunológico está incompleto sem intervenção de vacina na ponta de uma agulha.

Esse "culto do cientificismo" acredita que a natureza é um fracasso. Que nada de bom acontece sem intervenção de produtos químicos. As colheitas não crescerão a menos que sejam organismos geneticamente modificados. O mundo morrerá de fome sem os inseticidas bt (nseticida composto de bactérias geneticamente alteradas) sendo projetados para se inserir nos grãos de milho. Humanos seriam extintos se não fossem as vacinas e os produtos farmacêuticos. Não há Deus. Em vez disso, deveríamos idolatrar a Monsanto, Dupont, Dow Chemical, Merck, Pfizer e todos os outros gigantes corporativos que produzem os produtos químicos que devemos consumir.

Os "naturalistas" buscam proteger a vida.

Do outro lado desse campo de batalha estão os naturalistas. Os protetores da vida. Pessoas que têm um jardim em casa e sabem o valor das sementes de polinização aberta. Pessoas que comem comida de verdade, comida orgânica, cultivada sem pesticidas químicos tóxicos, fungicidas e fertilizante sintético.

Essas pessoas reconhecem a sabedoria da natureza; o potencial autocurador do corpo humano; o valor da nutrição; e a importância de proteger o meio ambiente no interesse da manutenção da vida em nosso planeta. Para os naturalistas, brincar de Deus com sementes é um crime contra a natureza. Injetar nos bebês conservantes de mercúrio é uma violação dos direitos humanos básicos. Despejar produtos químicos fluorados no abastecimento público de água é uma violação não somente da lei, mas dos próprios princípios científicos da medicina.

Os naturalistas querem parar o envenenamento do planeta, de nossos filhos, dos oceanos e do ar. Eles querem OGM modificados rotulados nos alimentos. Eles querem a escolha de optar das perigosas vacinas experimentais, nenhuma das quais nunca foram provadas em estudos controlados de placebo, de dupla ocultação randomizados.
 Os naturalistas, em essência, querem proteger a vida. A busca de viver sem o devastador flagelo dos produtos químicos sintéticos. Eles veem que toda vida é sagrada, e frágil, e que a arrogante intervenção é uma coisa perigosa.

A agenda corporativa da morte e do lucro

Os naturalistas não são, porém, financiados. Os envenenadores cientifícos têm aparentemente fundos ilimitados das corporações para impulsionar, para televisão e campanhas que influenciam os votos nas pesquisas. Eles têm dinheiro para comprar os reguladores como a USDA e FDA. Eles têm tanto dinheiro, na verdade, eles compraram virtualmente cada universidade, cada escola de medicina e cada jornal de medicina do mundo. No topo de tudo isso, eles possuem a grande mídia. Eles estabelecem a agenda editorial que você finalmente vê no New York Times, ou CNN, ou MSNBC.

A agenda é sempre pró-corporação, anti-humana, pró-lucro, anti-saúde. Pró doença e enfermidades. Anti bem-estar e longevidade. Pró escravização médica. Anti liberdade de saúde.

Os envenenadores científicos agora compreenderam que informação confiável é uma ameaça para todo o seu modelo de negócios. Se organismos geneticamente modificados forem rotulados sobre os alimentos, por exemplo, ninguém os comprará. Se a verdade sobre a quimioterapia fosse dita aos pacientes de câncer, ninguém a aceitaria. Se as pessoas realmente soubessem quais produtos químicos entram suas comidas, e remédios e loções para a pele e exterminadores de ervas daninhas do quintal, elas nunca as compraria.


Isso porque a verdade sobre a toxicidade destes produtos químicos é horripilante. Há atualmente mais de 50.000 produtos químicos sintéticos em sua comida, remédio, produtos de higiene pessoal e limpeza doméstica que nunca foram testados com segurança nem aprovados por nenhuma agência do governo. Tomados um de cada vez, cada produto químico individual já é tóxico em certo nível, mas quando absorvido em combinação, o resultado sobre a saúde humana, a função cognitiva e reprodução é catastrófico.

As taxas de câncer estão disparando. Autismo está acima da média. Alzheimer e demência está acontecendo a pessoas cada vez mais jovens. Infertilidade está a níveis recordes. Obesidade está além dos limites. Doenças de pele, asma, alérgias e inflamações estão todas nos maiores níveis já documentados na história humana. Mas os envenenadores científicos de alguma forma querem que você acredite que tudo isso não tem uma causa. Não Poderia ser os produtos químicos, eles insistem, porque os produtos químicos são seguros! E como nós sabemos isso? Porque os cientistas das corporações disseram.

Enquanto todos nós estamos sendo envenenados, as corporações estão arrecadando lucros recordes. Enquanto nossos solos estão mortos com produtos químicos, transformados em terras inférteis, estamos sendo enganados, dizem que os organismos geneticamente modificados "alimentarão o mundo". Todavia milhões de agricultores na Índia que dependiam dos OGM agora estão mortos, cometeram suicídio depois de experimentar perdas totais da colheita para suas colheitas geneticamente modificadas. Eles foram enganados. E nós estamos sendo enganados também.

Uma traição da humanidade em nome da "ciência".

Os envenenadores científicos prometem abundância, mas entregam falta de alimentação. Eles prometem saúde, mas entregam sofrimento e doença. Eles prometem controle sobre a natureza, mas na verdade, causam descontrole na natureza, como as superbactérias resistentes a antibióticos que agoram ameaçam a humanidade, e para as quais não há defesa. Os envenenadores científicos são piores do que políticos: Eles não somente fracassaram em entregar o que prometem; eles tornam as coisas ainda piores. Organismos geneticamente modificados agoram ameaçam o planeta com poluição de auto-replicação genética desenfreada. Produtos químicos de flúor emburrecem a população, retardando o crescimento do cérebro. Medicamentos quimicos somente propagam doenças degenerativas crônicas enquanto nada curam.

Ciência patrocinada pelas corporações, no final das contas, é uma fraude. Ela nada oferece para humanidade a não ser escravidão, doença, fome e morte. Nem toda ciência é má, é claro, mas quando a ciência é conduzida em nome dos interesses corporativos, ela cessa absolutamente de ser ciência. Ela se torna uma doutrina. Uma religião. Um culto mais perigoso do que qualquer uma que nosso mundo jamais testemunhou. "Cientismo" se tornou a nova igreja, e é uma igreja que não tolera nenhuma discordância, nenhuma investigação científica de verdade, e nenhum ponto de vista oposto. Ou você é 100% a favor de pesticidas, vacinas, OGM, drogas psiquiátricas e produtos químicos para cuidar de gramas, ou você é condenado pela igreja do Cientismo como um herege.

Você defende a vida e o mundo natural, ou você defende a morte científica movida pelo corporativismo?

É tempo de nós todos ganharmos clareza sobre onde estamos nesse campo de batalha. As linhas de batalha estão traçadas. De um lado há as corporações, seus cientistas de procuração, sua mídia vendida, e os apoiadores de qualquer coisa tóxica sob o sol: vacinas, flúor, quimioterapia, medicamentos prescritos, OGM, pesticidas, fungicidas, herbicidas e genocídio.

No outro lado estão aqueles que buscam defender a vida. Nós consideramos sagrados os alimentos orgânicos, a jardinagem , liberdade de saúde, o poder de escolha, conhecimento, sabedoria e a proteção de nossos filhos. Nós consideramos sagrada a polinização aberta de sementes, e os insetos polinizadores que as faz funcionar. Acreditamos em água limpa, ar limpo, um brilhante por do sol, coleta de águas pluviais, pensamento crítico, auto-assistência, consciência, espiritualidade e as artes de cura. Somos o futuro da humanidade. Nós somos a resposta para a continuação da vida na terra. E lutaremos por este futuro, contra os envenenadores, contra a fraudulenta ciência charlatã, e contra os produtos químicos tóxicos que as corporações querem nos forçar a consumir.

Junte-se a mim, Mike Adams, The Ranger Health, nessa batalha sagrada pelo nosso futuro. Em meu website NaturalNews.com, nós lutamos pelos orgânicos, pela rotulação dos OGM, pela liberdade médica e liberdade de saúde, e até pelo direito de plantarmos nosso próprio jardim doméstico sem sermos aterrorizados pelas autoridades do governo.

Nós lutamos pela liberdade e muito mais: Pelo nosso futuro. Por um mundo que ainda possa suportar a vida, que ainda tenha peixe no oceano, e micróbios no solo, e abelhas para polinizar nossos plantações de alimentos. Nossas armas são as palavras, nossa estratégia é contar a verdade. Nossa vitória é inevitável.

Fonte: www.naturalnews.com
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

As 4 fases do Projeto Blue Beam