quinta-feira, 8 de maio de 2014

Eu sei no que você está pensando: tecnologia é capaz de gravar imagens de sonhos e memórias

Sabe aquele momento em que você daria 1 milhão de reais para saber em quais coisas a outra pessoa está pensando? Pelo bem da ciência, pesquisadores da universidade americana de Yale estão transformando esse desejo em realidade, por meio de uma tecnologia capaz de analisar e reconstruir as frequências cerebrais.


Para que os pensamentos fossem reconstruídos através de imagens, os cientistas utilizaram aparelhos de ressonância magnética funcional, responsáveis por localizar as áreas mais utilizadas pelo cérebro durante momentos como os sonhos e a reminiscência de memórias.

As informações foram armazenadas em um computador capaz de converter as frequências em blocos 3D de pixels. Com a ajuda de uma acervo de 18 milhões de vídeos do YouTube, os pesquisadores conseguiram transformar os fragmentos cerebrais em imagens reais. Apesar dos registros não contarem com definição perfeita, parecendo borrados, é possível reconhecer rostos e expressões, como sorrisos.

“Essa é uma forma de leitura da mente”, afirmou o neurobiólogo Marvin Chun, da Universidade de Yale, no artigo publicado neste mês na revista científica NeuroImage. A pesquisa tomou corpo quando a equipe de Chun questionou se era possível reconstruir um rosto humano a partir do pensamento de uma pessoa.

Os pesquisadores desejam agora aprofundar as pesquisas para descobrir mais informações sobre a análise das atividades cerebrais e alcançar imagens virtuais mais bem definidas. Dependendo do ponto de vista, uma notícia fantástica ou aterradora para a humanidade. Veja abaixo a reprodução virtual de um pensamento analisado pelos pesquisadores da Universidade de Yale:

3 comentários:

Anônimo disse...

Esse equipamento já existe há muito tempo e possibilita a tortura eletromagnética e esta sendo testado em seres humanos inocentes que tem as suas vidas destruidas servindo de cobaias por quadrilhas de assassinos .

Anônimo disse...

A humanidade é sórdida e não possui um raio de esperança.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

As 4 fases do Projeto Blue Beam