Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015

[Importante] Estrutura organizacional da corporação Illuminati

Conheça a estrutura organizacional da companhia Illuminati

Chegamos ao penúltimo artigo da série sobre a Illumi Corp. Apresentaremos a filosofia gerencial e a estrutura organizacional da complexa corporação controlada pela elite global Illuminati.

Partindo do primeiro item, a Illumi Corp baseia-se no seguinte pressuposto:

"Controlando a cabeça, você controla o corpo".

A partir desta filosofia gerencial, pode-se compreender que a estratégia administrativa dos Illuminati consiste em projetar um de seus membros para encabeçar determinada instituição.

A partir desse cabeça, controla-se a organização inteira, uma vez que o corpo de qualquer uma delas está doutrinado a seguir as ordens que vêm de cima.

A ONU, por exemplo, é uma organização Illuminati. Nem todos os países membro são seus aliados ou apoiam a Nova Ordem Mundial. No topo das Nações Unidas, entretanto, ditando muitas regras, estão cinco países fixos, que nunca mudam. Destes cinco, três, ou seja, a maioria, são …

Olha o Terror que a Globo Esconde de Você (parte 2)

10 operações de Falsa Bandeira que moldaram o nosso Mundo

De Nero ao 11 de Setembro de 2001, via Pearl Harbor e ao incidente do Golfo de Tonkin… Joe Crubaugh fornece “os maiores sucessos de sempre” de operações clandestinas, em que um cenário repete-se: como o mundo continua a cair sempre na mesma mentira.

As Operações de Falsa Bandeira mais comummente conhecidas consistem numa agência do governo a encenar um ataque terrorista, segundo o qual uma entidade não envolvida é culpada pelo massacre.

Como pelo menos dois milênios provam, operações clandestinas, com doses saudáveis de propaganda e de ignorância é uma grande receita para a Guerra.

Em "War is a Racket" o major general, vencedor de duas medalhas de honra Smedley Butler escreveu: “Passei 33 anos e quatro meses de serviço militar ativo e durante esse período passei a maior parte do meu tempo como homem forte ao serviço de grandes empresas de Wall Street e para os banqueiros
Em suma, eu era um mafioso, um gangster para o capitalismo.” Ajudei a fazer do México e espec…

Agenda da Nações Unidas 2030: um Modelo para a Escravização Global da Humanidade

Você sabia que a ONU está planejando lançar uma "nova agenda universal" para a humanidade em setembro de 2015? Este documento da ONU "Agenda 2030" empurra um modelo para o chamado "desenvolvimento sustentável" no mundo inteiro.

Este documento descreve nada menos do que uma tomada maioritária de todas as nações do planeta pelo governo mundial. As "metas" deste documento não são nada mais do que palavras de código para uma agenda fascista do governo corporativo que vai prender a humanidade em um ciclo devastador de miséria enquanto enriquece as corporações globalistas mais poderosas do mundo, como Monsanto e DuPont.

No interesse de ajudar despertar a humanidade, "traduzimos" os 17 pontos desta agenda 2030 para que os leitores em todos os lugares possam entender o que este documento está realmente planejando. Para fazer esta tradução, você tem que entender como globalistas disfarçam suas agendas monopolistas no idioma "s…

John Perkins e Suas Confissões de um Assassino Econômico

Julio Severo O economista John Perkins disse: “Assassinos econômicos (AEs) são profissionais altamente remunerados cujo trabalho é lesar países ao redor do mundo em golpes que se contam aos trilhões de dólares. Manipulando recursos financeiros do Banco Mundial, da Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), além de outras organizações americanas de ‘ajuda’ ao exterior, eles os canalizam para os cofres de enormes corporações e para os bolsos de algumas famílias abastadas que controlam os recursos naturais do planeta. Entre os seus instrumentos de trabalho incluem-se relatórios financeiros adulterados, pleitos eleitorais fraudulentos, extorsão, sexo e assassinato. Eles praticam o velho jogo do imperialismo, mas um tipo de jogo que assumiu novas e aterradoras dimensões durante este tempo de globalização. Eu sei do que estou falando; eu fui um AE.” Outras revelações de Perkins são igualmente impressionantes. De acordo com ele, em seu livro “Confissões de um Assassino Eco…