terça-feira, 26 de julho de 2011

Lançada rede social para eleger um Governo Mundial da internet


Empresário de Aveiro lança rede social para eleger Governo Mundial da Internet


O empresário de Aveiro Diamantino Nunes, conhecido como promotor do World Bike Tour, lançou uma plataforma online que pretende eleger em dezembro o primeiro “Governo Mundial da Internet” e um parlamento com seis mil deputados.

O Mynetgov foi lançado oficialmente em 11 de julho, Dia Mundial da População, em Nova Iorque, frente à sede da ONU, como “espaço de intervenção pública por excelência, de todos para todos”.

“Nesta fase, é uma plataforma que funciona como uma normal rede social, mas que tem um conjunto de particularidades que a diferenciam”, disse à agência Lusa Diamantino Nunes, destacando o fato de a informação estar aberta e de se “procurar eleger um governo e uma assembleia como que a Internet fosse um país”.

O empresário do grupo Sportis, que fabrica bicicletas, promove eventos desportivos e representa atletas, referiu que o projeto começou a ser trabalhado há um ano, ainda antes das convulsões no Norte de África.

A plataforma foi criada simultaneamente em oito línguas, incluindo o árabe e o mandarim (chinês), tendo os promotores entregue dia 11 na ONU e enviado na mesma data “para todos os governos mundiais” um comunicado de apresentação do projeto.

“O grande objetivo do projeto é que as pessoas possam manifestar as suas opiniões e possamos ter constantemente medidas propostas, neste caso pelo governo, pelo congresso, através dos seus deputados, e também pelo normal cidadão”, afirmou.

Diamantino Nunes realçou que, “talvez pela primeira vez numa lógica de democracia direta, o normal cidadão, conseguindo ter um conjunto de apoios, consegue propor medidas ao congresso”.

A Mynetgov, empresa constituída formalmente em março em Aveiro, espera que os assuntos debatidos e votados na plataforma possam “ajudar a influenciar as medidas tomadas no mundo real”.

As eleições para o governo e a assembleia vão decorrer entre 15 e 31 de dezembro, tomando posse em 01 de janeiro os 12 ministros e os seis mil deputados, número que ultrapassará a dimensão da maior assembleia do Mundo, a da China, que tem cinco mil pessoas.

Diamantino Nunes referiu que qualquer participante registrado pode concorrer à assembleia e candidatar um governo, que terá de ter 12 ministros, um dos quais do humor.

“A plataforma impõe a existência de um Ministério do Humor para que toda a parte lúdica, que no fundo é o que acontece em todas as redes sociais, seja encaminhada para esse ministério, de forma a que os outros ministérios tenham um matiz mais sério e que realmente possa ser aproveitado como um barômetro de opinião e possa ter uma utilidade na prática”, explicou.

De acordo com a “Constituição” deste país, já disponível no site, o governo tem de apresentar todas as semanas uma medida à assembleia, sob pena de cair imediatamente e ser substituído pela lista seguinte mais votada.

“Se 20 medidas forem recusadas consecutivamente pela assembleia, há uma moção de censura ao governo”, acrescentou, sublinhando que, desta forma, será garantida a seriedade do governo.

Nesta fase, o Mynetgov não tem quaisquer receitas de publicidade ou outras, afirmando o empresário que a manutenção da plataforma é independente de “um eventual sucesso financeiro no futuro”.


Fonte: http://noticias.sapo.pt/
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário: