terça-feira, 3 de agosto de 2010

A indústria farmacêutica quer usar nanotecnologia para codificar as pílulas que você engole com rastreamento de dados

A indústria farmacêutica usa nanotecnologia para codificar as pílulas que você engole com rastreamento de dados.

Por Mike Adams, editor de NaturalNews.com 

(NaturalNews) - O campo emergente da nanotecnologia está atualmente ganhando um bocado de atenção em muitas indústrias. A nanotecnologia permite aos cientistas manipular átomos e moléculas individuais e para criar materiais exclusivos e até dispositivos em escala microscópica, e isso está levando a uma ampla gama de aplicações em roupas, tecidos, eletrônica e até mesmo comida e remédio.

Parece ótimo, certo? Exceto pelo fato de que, como na modificação genética de culturas alimentares, a nanotecnologia intromete-se com a mãe natureza de um modo que é praticamente não testado para a segurança. E aqui está algo realmente bizarro: A indústria farmacêutica pode em breve começar a usar nanotecnologia para codificar comprimidos e cápsulas com marca e rastreamento de dados que você engole como parte da pílula.

Para realmente explicar como isso funciona, deixe-me simplificar como a nanotecnologia funciona, assim você verá o porquê isso é tão bizarro (e potencialmente perigoso). Invés de usar materiais e elementos como são encontrados na natureza para fabricar e construir coisas, os nanotecnologistas estão desconstruindo os blocos básicos desses materiais e elementos para fazer materiais completamente novos. Em outras palavras, os nanotecnologistas estão reconstruindo os blocos de formação molecular de nosso mundo sem saberem ainda o que farão aos humanos e ao meio ambiente.
  
As consequências de longo prazo da nanotecnologia são ainda amplamente desconhecidas porque nenhum grande estudo jamais foi conduzido sobre essa ciência emergente que prove ser ela segura. De fato, a maioria dos estudos que foram conduzidos sobre nanotecnologia mostra que ela é na verdade prejudicial a saúde e ao meio ambiente .

Mas isso não tem parado a indústria farmacêutica de potencialmente adotá-la para uso em um novo sistema de rastreamento e identificação que poderá ser integrado em vários comprimidos e cápsulas que milhões de pessoas engolem todo dia.

A propósito, também há um vídeo explicando isso em: http://naturalnews.tv/v.asp?v=93626... (o vídeo está em inglês)

Barra de código nano-codificada em cada dose     

Agora, não me entenda errado. A indústria farmacêutica não é a única indústria usando nanotecnologia, a despeito de uma completa falta de evidências de segurança. "Nanopartículas" estão presentes em protetores solares, protetores de tela, forros de plástico alimentar e outros produtos. Mas, o que é diferente a respeito de nanopartículas serem em breve encontradas em uma pílula perto de você é que elas são capazes de guardar dados a respeito de onde a droga foi fabricada, quando foi fabricada e por onde ela viajou.

É bastante semelhante aos códigos de barra usados em pacotes para monitorá-los através de suas viagens marítimas, exceto que nas drogas, é uma barra de código molecular que as pessoas estarão engolindo. Durante a digestão da pílula os bits de nano dados serão distribuídos através de seu corpo e podem se tornar alojados nos tecidos de seu corpo.  

Uma empresa que está introduzindo esse sistema para produtos farmacêuticos fala disso dessa forma em seu website:
             
"No processo de Nano Codificação, Nano Códigos são incorporados diretamente em comprimidos, cápsulas e tampas dos frascos. Estes códigos podem estar associados com uma quantidade ilimitada de dados de determinado fabricante, incluindo informação do produto (concentração e prazo de validade), informação de fabricação (data, lote e número de lote) e informação de distribuição (país, distribuidor, atacadista e cadeia).” Assim se você tomar essas drogas você estará engolindo nano "discos rígidos" que podem guardar dados - dados que serão distribuídos através de seu corpo e podem ser lidos pelos técnicos de medicina que poderão então rastrear quais drogas você tomou no passado. E qual a razão para isso? De acordo com a companhia, é para "se defender contra falsificação farmacêutica e desvio ilícito".
   
Parece uma boa ideia, certo? Infelizmente, há muito mais com essa tecnologia do que os olhos alcançam.   

Nota do editor: Atualização 1 - A companhia originalmente mencionada nesta história agora nega o que NaturalNews relatou. O texto de seu próprio website citado nessa história estava aparentemente equivocado, e eles agora afirmam que não usam nano "material" de qualquer tipo para obter sua nano codificação. Estamos removendo temporariamente o nome dessa companhia dessa história enquanto tentamos descobrir a verdade dessa questão. No passado tivemos a pressa de muitas companhias para mudar o texto de seus websites depois que publicamos uma reportagem sobre elas. Todas as citações publicadas nessa história eram 100% precisas no momento da publicação, e fizemos uma tentativa de boa fé para publicar essa história precisamente.      

Os perigos da nanotecnologia

Embora você raramente ouvirá sobre isso na grande mídia, pouco é conhecido a respeito do que as nanopartículas realmente fazem aos corpos das pessoas e ao meio ambiente no longo prazo. Estudos continuam a mostrar que as nanopartículas tendem a facilmente a acumularem-se no corpo onde elas podem potencialmente causar danos. Elas também se comportam diferentemente do que os materiais dos quais elas são derivadas e construídas, colocando riscos desconhecidos.

Pesquisadores da Universidade de Rochester descobriram em 2006 que as nanopartículas são facilmente absorvidas pelo corpo via inalação. De acordo com o relatório, as nanopartículas viajam através da cavidade nasal diretamente para o tecido cerebral onde elas se depositam e causam inflamação no cérebro. Em outras palavras, as nanopartículas atravessam muito facilmente a barreira hemato-encefálica, que é o mecanismo pelo qual o cérebro normalmente se protege de materiais externos.

O mesmo estudo, que é parte de uma investigação de 5 anos e 5,5 milhões de dólares sobre a segurança de nanopartículas, também determinou que essa micro-matéria cria seu caminho para os pulmões quando inalada.

Nanopartículas são diferentes de suas partículas mãe

O uso de nanopartículas está em ascensão baseado na suposição falha de que se os elementos e componentes dos quais elas são derivadas são considerados seguros, então as próprias nanopartículas devem também ser seguras. Mas a pesquisa revela que esse simplesmente não é o caso.  

Um estudo de 2004 descobriu que baixos níveis de fulereno, um tipo de nanopartícula de carbono usada em eletrônica e outros materiais, mudaram toda a fisiologia de peixes que foram expostos a ela. A exposição a apenas 0,5 partes por milhão (ppm) no curso de dois dias literalmente causou significativo dano cerebral a estes peixes.

"Dado o rápido ataque do dano cerebral, é importante testes adicionais e avaliar riscos e benefícios dessa nova tecnologia (nanotecnologia) antes que o uso se torne cada vez mais disseminado," enfatizou a Dra. Eva Oberdorster, autora do estudo, já em 2004.

Novamente em 2007, cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, descobriram que nanopartículas de ferro são tóxicas para as células nervosas e para a função nervosa. Embora o ferro seja um mineral necessário e que em sua forma natural beneficia o corpo, constata-se que sua nanopartícula é bastante perigosa.   

De acordo com Sungho Jin, autor sênior do estudo que foi publicado no jornal de Biomateriais, nanopartículas em geral "podem não ser tão seguras como tínhamos pensado.” Mas nenhum dos organismos reguladores da nação parece estar prestando qualquer atenção a estes estudos, ou a muitos outros que eu não mencionei que também salientam a toxicidade das nanopartículas. Em vez disso, eles permitiram que as nanopartículas invadissem nossa sociedade sem sequer a mínima garantia crível mostrando que elas são seguras.

Baseado em toda essa pesquisa, nós sabemos que as nanopartículas atravessam a pele, os pulmões e a barreira hemato-encefálica, onde elas se alojam nos tecidos do corpo. Também sabemos que suas composições diferenciadas fazem que elas sejam altamente reativas com outros materiais químicos, particularmente no corpo onde elas criam radicais livres danosos. Mas há mais nessa história... ela fica ainda pior.

As nanopartículas são seguras na comida?

É surpreendente para mim que moléculas alteradas sem nenhum respaldo científico de segurança estão agora sendo deliberadamente permitidas no fornecimento de alimentos. Pareceria inaceitável permitir o uso delas em equipamentos de fabricação de alimentos por causa do potencial para contaminação por resíduos, mas é exatamente onde elas estão sendo usadas agora.  

De acordo com um relatório do DiscoveryNews de 2009, as nanopartículas estão em toda parte no fornecimento de alimentos.  Externamente, elas são usadas na embalagem, nos recipientes, em filmes e outros materiais de armazenamento para matar bactérias e aumentar a vida na prateleira. Internamente, elas são usadas para melhorar ou alterar os sabores e texturas do alimento.

Nanopartículas estão até sendo usadas em algumas vitaminas, suplementos e outros "nutracêuticos" (um nutriente ou alimento que acredita-se ter propriedades curativas. Um alimento usado como um medicamento) para supostamente melhorar a assimilação e a distribuição de nutrientes.  

O relatório na verdade encoraja o uso da nanotecnologia nos alimentos, citando todos os possíveis benefícios (mas permanecendo silencioso sobre todos os perigos). Uma seção até apregoa a nanotecnologia como uma tecnologia "verde".

Mas a verdade real é que usar a nanotecnologia em alimentos é um experimento de concessão com um resultado desconhecido. Quando se trata de nanotecnologia em alimentos há um bocado de especulação e pseudociência sendo vendida como fato científico, mas não há realmente nenhum fato científico respaldando o suporte para o uso seguro de nanopartículas feitas pelo homem nas coisas que consumimos.    

As pessoas realmente se beneficiam com a nanotecnologia?

É bastante comum para a grande indústria persuadir o público a aceitar novas tecnologias baseadas em promessas de que elas farão sua vida melhor e mais segura. E é exatamente o que está acontecendo com a nanotecnologia: Estão nos vendendo uma relação de benefícios sobre algo que é inteiramente não comprovado.

E voltando a questão de embutir nanopartículas em drogas, o argumento inteiro do por que isso é necessário deriva da noção de que há bastante fraude de medicamentos ocorrendo, e que isso poderia ser parado somente se os medicamentos contivessem um nano código proprietário de dados que poderia ser lido dos tecidos de seu corpo. Mas isso beneficia o consumidor de alguma forma? Quem realmente pode se beneficiar com isso?

Protegendo seus monopólios  

A maioria dos leitores do NaturalNews já sabe disso, mas quando uma companhia farmacêutica cria uma nova droga, ela a patenteia de modo que nenhuma outra companhia possa vendê-la até que a patente expire. Depois de obter a aprovação da FDA para a droga, a companhia então vende por milhares de vezes mais do que o que custa para produzir. Isso é o monopólio reforçado pela FDA conhecido como a moderna indústria farmacêutica.

Como isso se vincula a nano proteção para as drogas? Visto que as drogas são exclusivamente possuídas e protegidas por patentes de 20 anos aqui nos Estados Unidos, que permite as companhias farmacêuticas cobrarem o quanto elas quiserem por elas sem nenhuma competição, a indústria farmacêutica é quem se beneficia tremendamente de uma tecnologia que assegura que ninguém mais pode "falsificar" suas drogas patenteadas.

Porque agora mesmo, todas estas imitações falsas (que na verdade são os mesmos produtos químicos sem o nome de marca) são vendidas por menos do que as drogas de marca, e algumas pessoas estão comprando elas porque não têm condições de comprar a verdadeira. Pela integração da nanotecnologia em cada um dos remédios, será mais fácil para a indústria farmacêutica verificar e controlar as drogas que as pessoas estão tomando.

Pílulas nano-protegidas podem ser escaneadas por um dispositivo de detecção que verificará sua autenticidade e as rastreará de volta até as fábricas onde foram fabricadas, os depósitos de onde foram distribuídas, as farmácias onde foram estocadas e vendidas, e assim por diante. Mas aqui está a parte onde tudo se torna um Big Brother. A mesma tecnologia de escaneamento pode teoricamente ser usada para escanear os tecidos do corpo e determinar quais drogas você esteve tomando, quem as vendeu, onde você as comprou, onde elas foram fabricadas e possivelmente até quanto tempo você as esteve tomando.

Engolindo estas pílulas nano-protegidas você está essencialmente transformando seu corpo em um disco rígido da indústria farmacêutica que está estocando todos os tipos de dados de seus hábitos particulares de medicação. Estes dados poderão ser lidos por um agente da lei ou até mesmo usados contra você em um tribunal. É como engolir tecnologia RFID que rastreia seu uso de medicação.

Tome seus remédios aprovados, ou então

Há alguns anos atrás um amigo meu me mostrou um dispositivo inteligente que usa um laser para detectar níveis de antioxidante no corpo. Ele basicamente tira uma leitura baseada na assinatura molecular dos antioxidantes em sua pele. Ele usa um laser azul para produzir um número que revela seu nível de antioxidante. (O meu foi muito alto, algo como 90.000 nessa máquina.)

Teoricamente, um dispositivo de detecção similar poderia ser usado para escanear pacientes por nano partículas para ver se eles tomaram ou não seus medicamentos do dia, da semana, ou até do ano.  Você poderia ser escaneado por um laser que você nem mesmo vê, e o governo ou qualquer pessoa poderia "ler" toda a sua história de uso de medicamentos. Esta informação poderia ser usada contra você de muitas maneiras:

* Para lhe negar emprego
* Para lhe negar cobertura de seguro de saúde.
* Para servir como evidência contra você em um tribunal.
* Para tomar suas crianças rotulando você de mentalmente instável.
* Para forçar você a tomar vacinas que você esteve evitando.

...e assim por diante. Isso é uma tecnologia da "lei de aplicação de drogas" que torna todos os seus hábitos particulares de medicação fácil e instantaneamente disponíveis para o Big Brother e os que aplicam a lei da indústria de drogas que querem que você "tome todos os seus medicamentos."

Desta maneira, essa tecnologia poderia favorecer a destruição da liberdade de saúde. O governo federal tentaria sem dúvida usar essa tecnologia para controlar sua medicação e tomada de vacinação enquanto reforçam sua obediência com escaneamento fortuito de sua mão ou outros tecidos.

Imagine esse cenário. O médico aprovado por seu governo diz que você tem uma desordem mental porque você prefere alimentos saudáveis, e ele prescreve para você uma nova droga para tratá-la. Você decide que comida saudável é normal e você se recusa a tomar a droga. Da próxima vez que você for fazer o check-up, seu médico escaneia você para verificar sua contagem de nanopartículas e descobre que você não tomou seus medicamentos. Visto que ele mandou você tomá-los e você não tomou, ele lhe dá uma multa e diz a você para começar a tomá-los ou então encarar uma possível prisão e um tempo na cadeia.

Esse cenário é inteiramente fictício no momento, mas do jeito que as coisas estão indo com o Big Brother e a indústria farmacêutica, é uma possibilidade muito real em um futuro próximo. As nanotecnologias podem ser usadas precisamente desse jeito para reforçar a obediência com coisas como a prescrição de remédios e mandados de tratamento. O Big Brother terá que acessar seus registros médicos porque eles terão sido implantados nos tecidos de seu corpo através da nanotecnologia, tipo de identificação por rádio frequência (RFID) para produtos farmacêuticos.

É um jeito para a indústria farmacêutica transformar o corpo humano em uma obediente máquina de lucro.  E está sendo comercializado agora mesmo.

Questões reais que precisam ser respondidas sobre a nanotecnologia

Não é minha intenção soar alarmista a respeito da nanotecnologia, mas sim perguntar algumas questões que têm ainda de ser respondidas. Por que a nanotecnologia foi essencialmente aprovada para praticamente qualquer uso sem absolutamente nenhum respaldo confiável mostrando que é segura? Por que a maioria dos estudos mostrando seus perigos foram ignorados pelos cientistas convencionais? Por que as nano partículas estão a ponto de começar a se mostrar em nossos produtos farmacêuticos?   

Em teoria, a nanotecnologia poderia soar como uma grande ideia, mas como eu mencionei em artigos anteriores que escrevi sobre esse assunto, nós deveríamos estar cautelosos com suas promessas sedutoras. As nanopartículas são não somente potencialmente perigosas, mas muitos de seus usos são completamente desnecessários.

Em 2004 eu escrevi artigo sobre as 10 principais tecnologias que estavam por aí na época, e a nanotecnologia não era uma delas. Meu raciocínio para isso era de que a nanotecnologia, particularmente no campo da medicina onde ela estava começando a ser mais promovida, era inteiramente desnecessária porque nossos corpos contêm suas próprias "nanopartículas" embutidas, por assim dizer, que fazem o corpo se curar naturalmente. A melhor nanotecnologia do mundo já existe dentro de você - é chamado seu sistema imunológico.

Mas a ciência decidiu em vez disso tentar projetar sua própria imitação do sistema imunológico pela construção de nanopartículas  “robôs” artificiais para fazer o trabalho em seu lugar. É um exemplo da arrogância do homem sobre a natureza. Em lugar de auxiliar a tecnologia inata do sistema imunológico do corpo humano, cientistas arrogantes querem vencê-lo com seus próprios micro-robôs mecânicos que tentam fazer o mesmo papel.

E agora, com a nano tecnologia mencionada aqui, a indústria farmacêutica poderia estar embutindo nos tecidos de seu corpo nanopartículas de dados que transformam você em um consumidor obediente de remédio de preço monopolizado cujos hábitos de medicação podem ser escaneados direto da sua pele. É isso que a indústria farmacêutica quer, é claro: Controle total sobre o seu corpo. Combinado com a intermediação direcionada aos legisladores e burocratas corruptos de Washington, a indústria farmacêutica poderá obter um "requerimento compulsório de medicação" através de todo o país, onde seja obrigatório a cada cidadão aplicar em si mesmo uma dose de remédio psiquiátrico, de estatina (remédio para baixar o colesterol) ou vacinas. Sua obediência será verificada com o escaneamento nanotech que lê os nano dados direto de sua pele, e se você for achado não obediente, você poderá ser preso e forçadamente medicado no local.

Não acha que isso é possível? Muito disso já se tornou realidade com as vacinações forçadas de crianças. Veja esse artigo escrito em 2007, Crianças reunidas como gado no tribunal de Maryland para vacinação forçada enquanto policiais armados e cães de ataque ficam de guarda. (http://www.naturalnews.com/022267.html).

A conspiração entre o Governo e a indústria farmacêutica sempre tentará descobrir uma maneira de fazer você tomar medicamentos (precise você deles ou não). Essa tecnologia de nano-proteção poderá cair direto nas mãos deles, proporcionando uma tecnologia de constrangimento e rastreamento que tornará seu corpo em um dispositivo de armazenamento ambulante da indústria farmacêutica.

É apenas mais uma razão para evitar tomar produtos farmacêuticos em primeiro lugar (como se já não houvesse suficientes!).

Veja mais no vídeo sobre isso, Big Brother monitorando sua medicação em: http://www.naturalnews.tv/v.asp?v=93626...       

Nenhum comentário:

Fortalecer a Máquina do Governo Mundial: A Era da Política Espiritual Global

Forcing Change , Volume 9, Edição 5. Autor : Carl Teichrib. É impressionante o que o tempo revela. Meses atrás, tive a oportunid...