quarta-feira, 3 de junho de 2009

Prisioneiros em nosso próprio país.

Logo of the anti-RFID campaign by German priva...Image via Wikipedia

Prisioneiros em nosso próprio país.


Desafiando as exigências de identificação.

O projeto de identidade explora e defende o direito fundamental dos americanos se deslocarem livremente dentro do país ou sair sem constantemente ter de provar quem somos ou porque estamos aqui.


Nós agora somos proibidos pelas leis federais dos Estados Unidos de sair ou entrar, de qualquer lugar, por qualquer meio - seja por ar, mar ou por terra, de ou para qualquer outro país ou águas ou espaço aéreo internacional - a menos que o Governo escolha nos emitir um passaporte, cartão passaporte, ou licença de motorista "aumentada" (qualquer um desses documentos de viagem são emitidos com balizas legíveis remota e secretamente por rastreamento de numeração única na forma de chip transponder RFID), ou a menos que o Departamento de Segurança Interna escolha exercitar sua discrição sem nenhum padrão definido para decidir, em segredo, sem nenhuma maneira para sabermos quem está tomando as decisões ou em que base, para emitir um (um caso de cada vez) "respectivo documento" necessário para uma nova viagem.
Se você está nos Estados Unidos sem tal documento, mesmo que você tenha nascido aqui, ou seja um estrangeiro que entrou nos Estados Unidos legalmente sem tal documento (um canadense, por exemplo, que entrou nos Estados Unidos por terra ontem, quando tal documento ainda não era requerido), ou seus documentos expiraram ou foram extraviados ou roubados, você está proibido de deixar o país a menos que ou até que consiga tal documento, ou a menos que ou até que o Departamento de Segurança Interna lhe dê uma permissão de saída na forma de um documento discricionário único para deixar o país, mas não necessariamente para voltar para casa, a menos que eles exercitem novamente sua discrição para lhe garantir um outro documento.

Fonte: http://papersplease.org/wp/2009/06/01/


Reblog this post [with Zemanta]

Nenhum comentário:

TECNICAS DE CONTROLE MENTAL