segunda-feira, 21 de maio de 2012

vazado documento do exército dos Estados Unidos que delineia planos para campos de re-educação na América.

Mapa Estados Unidos del PlataMapa Estados Unidos del Plata (Photo credit: Wikipedia)
vazado documento do exército dos Estados Unidos que delineia planos para campos de re-educação na América.

Por Paul Joseph Watson

Um documento vazado do exército americano preparado para o Departamento de Defesa contém planos chocantes para "ativistas políticos" serem pacificados por "PSYOP officers (oficiais de operações psicológicas)" em desenvolver de uma "valorização das políticas dos Estados Unidos" enquanto aprisionados em campos dentro dos Estados Unidos.
 O documento intitulado FM 3-39.40 Operações de Internamento e Reassentamento , foi originalmente liberado em uma base restrita para o DoD(Departamento de Defesa) em fevereiro de 2010, mas agora foi vazado online.

O manual esboça políticas para processamento de detidos dentro dos campos de internação tanto globalmente quanto dentro dos Estados Unidos. As agências internacionais como a ONU e a Cruz Vermelha são chamadas de parceiras, além das agências federais domésticas incluindo o Departamento de Segurança Interna e a FEMA
O documento deixa claro que as políticas se aplicam "dentro do território americano" e envolve, "O apoio do Departamento de Justiça as autoridades civis para emergências domésticas, e para a aplicação da lei designada e outras atividades," incluindo "desastres causados pelos homens, acidentes, ataques terroristas e incidentes nos Estados Unidos e seus territórios".

O manual afirma, "Estas operações podem ser desempenhadas como operações domésticas de apoio civil", e acrescenta que "a autoridade para aprovar operações de reinstalação em territórios norte-americanos", exigiria uma "exceção especial" para a Lei Posse Comitatus(lei federal americana), que pode ser obtida via "o presidente invocando sua autoridade executiva." O documento também faz referência a identificação dos detidos usando "o número de seguro social" deles.

Além de combatentes inimigos e outras classificações de detidos, o manual inclue a designação de "civis internados", em outras palavras cidadãos que estão detidos por, "razões de segurança, para proteção ou porque ele ou ela cometeu uma ofensa contra o detentor do poder."

Uma vez que os detidos tenham sido processados dentro de um campo de internação, o manual explica como eles serão "doutrinados", com uma ênfase particular em mirar descontentes políticos, em expressar apoio as políticas norte-americanas.
O processo de re-educação é a responsabilidade do "oficial de operações psicológicas", cujo trabalho é projetar "produtos de PSYOP planejados para pacificar e aclimatar detidos a aceitar autoridades e regulamentos da instalação norte-americana", de acordo com o documento.
O manual lista os seguintes papeis que estão designados para a "equipe de PSYOP".
- Identificar descontentes, agitadores treinados e líderes políticos dentro da instalação que possam tentar organizar resistência ou criar perturbações.
- Desenvolver e executar programas de doutrinação para reduzir ou remover atitudes antagônicas
- Identificar ativistas políticos
- providenciar apoio de auto-falantes(tais como anúncios administrativos e instruções da instalação quando necessário)
- Ajudar o comando da polícia militar a controlar detidos e populações civis durante emergências
- Planejar e executar um programa de operação psicológica que produza uma compreensão e valorização das políticas e ações dos Estados Unidos.
Lembre-se, isso não é restrito a insurgentes no Iraque que estão detidos em campos de prisioneiros, o manual deixa claro que as políticas também se aplicam "dentro do território dos Estados Unidos" sob os auspícios do Departamento de Segurança Interna e da FEMA. O documento acrescenta que, "As operações de reassentamento podem requerer que grandes grupos de civis sejam aquartelados temporariamente (menos de 6 meses) ou semipermanentemente (mais de 6 meses)".
O significado histórico de estados usando campos de internação para re-educar detidos centra-se no fato de que é quase exclusivamente praticado por regimes ditatoriais e repressivos como a ex União Soviética e regimes estalinistas como a Coreia do Norte nos dias atuais.
Nós temos documentado exaustivamente as preparações para a internação em massa de cidadãos dentro da América, mas essa é a primeira vez que a linguagem relativa a re-educação de detidos, em particular de ativistas políticos, foi colhida em nossa pesquisa.
Em 2009 a Guarda Nacional postou um número de oportunidades de trabalho procurando por "especialistas em Internamento/Reassentamento" para trabalhar em "campos de internamento de civis" dentro dos Estados Unidos.
Em dezembro do ano passado também foi revelado que a subsidiária da Halliburton KBR estava procurando sub-empreiteiros para pessoal e equipamento para "ambiente de emergência" de campos localizados em cinco regiões dos Estados Unidos.
Em 2006 a KBR foi contratada pelo Departamento de Segurança Interna para construir centros de detenção planejados para lidar com "um influxo de emergência de imigrantes nos Estados Unidos", ou o rápido desenvolvimento de "novos programas" não especificados que exigiriam grande número de pessoas a ser internadas.
Rex 84, abreviação para Exercício de Prontidão 1984, foi estabelecido sob o pretexto de um "êxodo em massa" de estrangeiros ilegais cruzando a fronteira do México com os Estados Unidos, o mesmo pretexto usado na linguagem da requisição para os serviços da KBR.
Durante as audiências Irã -Contras em 1987, todavia, foi revelado que o programa era um "cenário e treino militar" secreto desenvolvido pelo governo federal para suspender a constituição, declarar lei marcial, atribuir aos comandantes militares tomada de controle de governos estaduais e locais, e deter grande número de cidadãos americanos determinados pelo governo por serem "ameaças a segurança nacional".
Sob a provisão da Lei de Autorização de Defesa Nacional de detenção por tempo indeterminado, que foi assinada por Barack Obama na véspera do ano novo, cidadãos americanos podem ser sequestrados e detidos indefinidamente sem julgamento.
Fonte: www.infowars.com
Enhanced by Zemanta

Nenhum comentário:

Fortalecer a Máquina do Governo Mundial: A Era da Política Espiritual Global

Forcing Change , Volume 9, Edição 5. Autor : Carl Teichrib. É impressionante o que o tempo revela. Meses atrás, tive a oportunid...