segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O que diabos exatamente é esse novo chip marcador VeriChip da Digital Angel?

Wi-Fi logoImage via Wikipedia

O que diabos exatamente é esse novo chip marcador VeriChip da Digital Angel?

A propagação de uma pandemia com estes chips só pode ser remotamente detectada se uma grande quantidade ou a população inteira os tiver. A Trading Markets relata que Robert E. Carlson, PhD, presidente e CSO da Receptors, disse: "Através da nossa parceria de desenvolvimento com a VeriChip , nós nos concentramos em construir um conjunto integrado de produtos que irá identificar uma ameaça biológica, de pandemia de gripe a múltiplos patógenos resistentes".

Do livro branco de maio de 2009 da VeriChip e de documentos de desenvolvimento de produtos mais antigos aprendemos que os chips contêm um "sistema de detecção de glicose" alojado em uma "membrana biocompatível" com um dispositivo de identificação de rádio frequência (RFID) que WiFi certamente pode ler da forma que os chips de identificação de rádio frequência em celulares são rastreados. Este "componente sensor bioestável" é incorporado em uma escala de transdução de sinal milimétrica e de dispositivos de comunicação RFID habilitados.

Pessoas que ainda estão se recuperando do atraso dos disquetes de 250k dos anos 90 para a transferência de informação remota via rede sem fio irão lutar para entender a tecnologia que está sendo introduzida agora na arena pública. Seis anos atrás a Hatchi apresentou um chip RFID com antena embutida com um tamanho de somente meio milímetro chamado de u-Chip que agora está nas prateleiras anexado aos produtos que compramos para rastrear a entrega deles para as lojas, mas eles não são removidos quando chegam. O artigo do website da Hatchi de 2003 disse que ele "possui uma antena interna, possibilitando aos chips empregarem o recebimento de energia de ondas elétricas para continuarem transmitindo sem fios". "o Chip de 0.4mm X 0.4mm pode, assim, operar totalmente por conta própria".

Vacinação e testes de rastreamento de identificação de fato tiveram lugar no ano passado. O Boston Globe de novembro de 2008 nos informa:" Os investigadores de doenças de Boston estão embarcando em um novo experimento - um dos primeiros deste país - dirigido para eventualmente criar um registro de todos na cidade que tenha tido vacina da gripe." "Mantendo uma trilha dessa vacina - e de quais pacientes estão tomando ela". "Dr. Alfred DeMaria, principal médico de doenças do Departamento de Saúde Pública de Massachusetts disse, "se você está rastreando múltiplos casos clínicos em tempo real, você pode ver onde a resposta é melhor e onde é pior, e então se concentrar numa solução." "Quando as pessoas chegarem para sua picada, elas receberão um bracelete com informação de identificação - nome, idade, gênero, endereço - que entrará na base de dados de rastreamento do paciente.

“Haverá gravações eletrônicas, também, de quem deu a vacina e se foi injetada no braço direito ou no esquerdo, e a hora do dia.”

A injeção em massa dos dispositivos da VeriChip debaixo de nossas peles é o único jeito do aparelho poder detectar a propagação da pandemia. Um soberbo e insano compromisso para o futuro próximo talvez, mas você ficaria surpreso de quantas pessoas aceitariam medidas ilógicas durante o pavor. Até que haja confirmação de que estes chips serão postos em uso a principal atenção de todos deveria ser o ilógico do apressado uso de uma vacina para uma gripe moderada. Há ingredientes perigosos confirmados nas vacinas e a confiança dos governos nelas pode ser vista com as garantias legais de imunidade dos governos para os fabricantes e empregados implementarem o projeto.

Fonte: http://www.wiseupjournal.com/?p=1140




Reblog this post [with Zemanta]

Nenhum comentário:

Fortalecer a Máquina do Governo Mundial: A Era da Política Espiritual Global

Forcing Change , Volume 9, Edição 5. Autor : Carl Teichrib. É impressionante o que o tempo revela. Meses atrás, tive a oportunid...