segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

O FBI quer registrar o que os americanos fazem online

The Seal of the United States Federal Bureau o...Image via Wikipedia

O FBI quer registrar o que os americanos fazem online.

O FBI está pondo pressão sobre os provedores de internet para manter registros do que os usuários fazem online, e depois guardar esses registros por pelo menos dois anos. O diretor do FBI Robert Mueller está pedindo pela retenção da "origem e destino da informação" do usuário.

A CNET tem um grande artigo sobre o rastreamento de histórias de pedidos de registros de dados do FBI. Do artigo:

"No discurso de 2006, Mueller pediu pela retenção de dados da parte dos provedores de internet, e enfatizou o ponto dois anos depois quando explicitamente pediu ao congresso para decretar uma lei tornando isso obrigatório. Mas não tinha sido claro antes que o FBI estava pedindo as companhias para começarem a manter registros de quais websites são visitados, o que poucos ou quase nenhum atualmente faz."

A gente se pergunta como toda essa informação vai ser útil. Se você está tentando analisar tudo que um cliente de provedor de internet tem feito no decorrer de dois anos, você vai terminar no território das planilhas do Excel que vai fazer até o mais poderoso computador rastejar.

Outra preocupação é se uma tal lei para registrar dados explicitamente para propósitos de investigação federal viola ou não a constituição. Por exemplo, os cidadãos americanos têm conferida a expectativa de privacidade. Em minha opinião, isso se você estiver somente visitando um website em sua casa que não tem nenhuma característica social, essa atividade deveria ser considerada privada. Se, por outro lado, você está em um website interagindo com os usuários, então você está sendo menos privativo.

Pessoalmente, quaisquer propostas por registro de dados põem em alerta meus sensores orwellianos. O argumento do FBI é que mais dados permitirá um melhor policiamento de atividades criminosas, mas esse é o problema: todos os dados coletados dos usuários seriam mais ou menos para o propósito de processar pessoas. E a última coisa que precisamos nos Estados Unidos é mais maneiras de por pessoas na cadeia.

Fonte: www.thenextweb.com

Nota: No Brasil já existe lei nesse sentido e já há estados onde as LAN houses identificam os clientes; os provedores são obrigados a guardar os dados dos clientes por um período de tempo também. Tudo para a nossa segurança, é claro.

Portanto, como boas ovelhas que somos já estamos sendo catalogados, enquanto nos Estados esse tipo de coisa levanta suspeitas, nós aceitamos tudo alegremente.



Reblog this post [with Zemanta]

Nenhum comentário:

Fortalecer a Máquina do Governo Mundial: A Era da Política Espiritual Global

Forcing Change , Volume 9, Edição 5. Autor : Carl Teichrib. É impressionante o que o tempo revela. Meses atrás, tive a oportunid...